Title: Divulgação do conhecimento científico sobre aids e representações sociais
Other Titles: Divulgación de los conocimientos científicos sobre el sida y las representaciones sociales
Dissemination of scientific knowledge about aids and social representations
Authors: Bousfield, Andréa Barbará S.
Camargo, Brigido Vizeu
Keywords: REPRESENTACIÓN SOCIAL
SIDA
ADOLESCENCIA
DIVULGACIÓN CIENTÍFICA
Issue Date: Jun-2011
Publisher: Universidad Católica de Colombia. Facultad de Psicología
Citation: Bousfield, A., & Vizeu Camargo, B. (2011). Divulgação do conhecimento científico sobre aids e representações sociais. Acta Colombiana de Psicología, 14(1), 31-45. Recuperado de http://editorial.ucatolica.edu.co/ojsucatolica/revistas_ucatolica/index.php/acta-colombiana-psicologia/article/view/356
Abstract: Esta pesquisa teve por objetivo verificar o efeito da divulgação do conhecimento científico do HIV/aids em 3 aspectos: no conhecimento sobre a doença, nas atitudes frente ao uso do preservativo e nas representações sociais sobre o risco da aids. A pesquisa foi realizada com adolescentes do ensino médio, sendo composta por dois estudos: um sobre a recepção de um vídeo informativo (recepção ativa e recepção passiva) e outro sobre um caso simulado envolvendo uma controvérsia científica. Os resultados evidenciaram que o vídeo informativo, na condição recepção ativa, é eficaz no aumento do conhecimento, mas não afeta as atitudes dos participantes em relação ao uso do preservativo. No caso simulado houve um aumento significativo no conhecimento científico, bem como na favorabilidade das atitudes dos estudantes. Quanto às representações sociais sobre o risco da aids, esta pesquisa evidenciou efeitos independentes na ativação de elementos da representação. Na recepção ativa, os participantes enfocaram o risco da aids ao sexo e à prevenção, na recepção passiva, ao sexo e a condutas de risco, e no caso simulado, ao sexo, tratamento e à prevenção. O risco frente à aids é representado pelos adolescentes como conseqüência da relação sexual desprotegida, pois o elemento sexo aparece como central na representação.
Bibliography References: Abric, J. C. (1996). Facteurs généraux dela communication. Em J. C. Abric (Org.), Psychologie de la comunication: méthodos e théories (pp.7-24). Paris: Masson e Armand Colin.

Apostolidis, T. (2006). Representations sociales et triangulation: une application en pasychologie sociale de la sante. Psicologia : Teoria e Pesquisa, 22, 211-226.

Asch, S. (1952). Psicologia Social (D. Moreira leite e M. Moreira Leite, Trads.). 3° ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional.

Bauer, M. e Gaskell, G. (2002). Pesquisa qualitativa com texro, imagem e som. Petrópolis: Vozes.

Bazzo, W. A. e Pereira, L. T. V. (2005). AIDS-2000: A vacina contra a AIDS (Simulação educativa de um caso CTS sobre a saúde), adaptado e traduzido do original de Martín Gordillo (2001). Curso á distância: Enfoque CTS. Universidad de Oviedo e Nepet - UFSC.

Bizzo, M. L. G. (2002). Difusão científica, comunicação e saúde. Caderno de Saúde Pública, 8(1), 307-314.

Camargo, B. e Barbará, A. (2004). Efeitos de panfletos informativos sobre a aids em adolescentes. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 20(3), 279-287.

Camargo, B. V., Barbará, A e Bertoldo, R. (2005). Um instrumento de medida da dimensão informativa da representação social da aids (Trabalho Completo). Em IV Jornada Internacional e II Conferência Brasileira sobre Representações Sociais: Teoria e Abordagens Metodológicas. João Pessoa: JIRS.

Camargo, B. V. Barbará, A. e Bertoldo, R. (2008). A influência de vídeos documentários na divulgação científica de conhecimento sobre da Aids. Psicologia Reflexão e Crítica, 21(2), 179-185.

Clermont, A. P. (1994). Interações sociais no desenvolvimento cognitivo: Novas direções de pesquisa. Cadernos de Psicossociologia e Educação, 2, 7-30.

Doise, W.; Clemence, A. e Lorenzi-Cioldi, F. (1992). Représentations sociales et analyses de données. Grenoble: PUF.

Ghiglione, R. (1990). La communication et l'interaction sociale. Em R. Ghiglione, C. Bonnet e J. Richard (Orgs.), Traité de psychologie cognitive: Cognition, représentation, communication, pp. 198-206. Paris: Dupod.

Guimelli, C. (2003). Le modèle des schèmes cognitifs de base (SCB): méthodes et applications. Em J.C. Abric (Org.), Méthodes d'études des représentations sociales, pp. 119-143. Saint Agne: Eres.

Hovland (1954). Los efectos de Comunicación con el público. Em C. S. Steinberg e A. W. Bluem (Org.), Los medios de comunicación social. México: Editora Roble.

Jodelet, D. (1986). La representación social: Fenómenos, concepto y teoría. Em S. Moscovici (Org.), Pensamiento y vida social, pp. 469-494. Barcelona/Buenos Aires/México: Paidós, Psicologia Social, V. 2.

Jodelet, D. (1989). Représentations sociales: Un domaine en expansion. Em D. Jodelet (Ed.), Les représentations sociales, pp. 31-61. Paris: PUF.

Jodelet, D. e Scipion, C. (1992). Quand la science met l'inconnu dans le monde. Em J. Theys e B. Kalaora (Orgs.), La terre outragée. Les experts formels, pp. 210-222. Paris: Autrement.

Lebart, L., e Salem, A. (1988). Analyse statistique des données textuelles. Paris: Dunod.

Martín-Barbero, J. (1995). América Latina e os anos recentes: O estudo da recepção em comunicação social. Em M. W. Souza (Org.), Sujeito, o lado oculto do receptor (pp. 39-68). São Paulo: Brasiliense.

Marková, I. (2006). Dialogicidade e representações sociais. Petrópolis: Editora Vozes.

Martín Gordillo, M. (2001). AIDS-2000: La vacuna contra el SIDA. Simulación educativa de un caso CTS sobre la salud. Madrid: OEI.

Mehrabian, A. (1968). The inference of attitudes from the posture, orientation, and distance of a communication. Journal of Consulting Psychology, 32, 296-308.

Moscovici, S. (1978). A representação social da psicanálise (A. Cabral, Trad.). Rio de Janeiro: Zahar.

Moscovici, S. (2003). Representações sociais: Investigações em psicologia social. 2° ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes.

Nascimento-Schulze, C. M. e Camargo, B. V. (2000). Psicologia social, representações sociais e métodos. Temas de Psicologia, 8(3), 287-299.

Oliveira, A. e Amâncio, L. (2005). A Análise fatorial de Correspondências no estudo das representações Sociais - As Representações Sociais da Morte e do Suicídio na Adolescência. Em A. S. P. Moreira, B. V. Carmargo, J. C. Jesuíno e S. M. Nóbrega (Orgs.), Perspectivas Teórico-Metodológicas em Representações Sociais, pp. 323-362. João pessoa: Editora Universitária - UFPB.

Orozco-Gómez, G. (2002). Comunicação, educação e novas tecnologias: Tríade do século XXI. Comunicação e Educação, 23, 57-70.

Tura, L. F. R. (2004). A aids: Repensado a prevenção. Em L. F. R. Tura e A. S. P. Moreira (Orgs.), Saúde e representações sociais, pp. 167-190. João Pessoa: Editora Universitária.

Uribe, A. F., Orcasita, L. T. e Vergara Velez, T. (2010). Fatores de risco de infecção por vih/sida em adolescentes e jovens colombianos. Acta Colombiana de Psicología, 13(1), 11-24.
URI: http://repository.ucatolica.edu.co/handle/001/138
ISSN: 0123-9155
Is part of: Acta Colombiana de Psicología, Vol. 14, no. 1 (ene.-jun. 2011); p. 31-45
Appears in Collections:CAA. Acta Colombiana de Psicología

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
v14n1a04.pdfArtículo original538.56 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.