Title: Aplicação da Escala de Aconselhamento Profissional em estudantes universitários
Other Titles: Application of the Escala de Aconselhamento Profissional in university students
Aplicación de la Escala de Consejería Profesional en estudiantes universitarios
Authors: Porto Noronha, Ana Paula
Ottati, Fernanda
Mansão, Camélia
Keywords: EVALUACIÓN PSICOLÓGICA
INTERESES PROFESIONALES
PRUEBAS PSICOLÓGICAS
Issue Date: Jun-2011
Publisher: Universidad Católica de Colombia. Facultad de Psicología
Citation: Porto Noronha, A., Ottati, F., Mansão, C., & Cezar, E. (2011). Aplicação da escala de aconselhamento profissional em estudantes universitários. Acta Colombiana De PsicologíA, 14(1), 155-164. Recuperado de http://editorial.ucatolica.edu.co/ojsucatolica/revistas_ucatolica/index.php/acta-colombiana-psicologia/article/view/365
Abstract: No campo da Orientação Profissional, torna-se cada vez mais importante que os instrumentos utilizados na verificação dos interesses garantam avaliações confiáveis e precisas, de forma que possam auxiliar o orientador na clarificação das motivações e necessidades individuais da pessoa que almeja construir um projeto de carreira. Assim, esse estudo investigou os interesses profissionais avaliado pela Escala de Aconselhamento Profissional (EAP) em 455 estudantes de diferentes cursos de graduação de instituições de ensino superior privadas do interior do estado de São Paulo. Foi possível verificar que o maior interesse de estudantes de mecatrônica e das engenharias foram Ciências Exatas e Ciências Agrárias e Ambientais., Os estudantes de economia tiveram resultados mais altos em Artes e Comunicação e Atividades Burocráticas. Arquitetura se destacou pelas maiores médias nas dimensões Artes e Comunicação. De maneira geral, houve coerência entre os cursos e as dimensões preferidas.
Bibliography References: Anastasi, A. e Urbina, S. (2000). Testagem Psicológica. (7ª ed.). Porto Alegre: Artes Médicas.

Ackerman, P. L. e Beier, M. E. (2003). Intelligence, Personality, and Interests in the Career Choice Process. Journal of Career Assessment, 11(2), 205-218.

Bandura, A. (1986). Social foundations of thought and action: A social cognitive theory. Englewood Cliffs, NJ: Prentice-Hall.

Bandura, A. (1997). Self-efficacy: The exercise of control. New York: W. H. Freeman and Company.

Bohoslavsky, R. (1987). Orientação Vocacional: A estratégia clínica. São Paulo: Martins Fontes.

Conselho Federal de Psicologia - CFP (2010). Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos. Disponível em: http://www2.pol.org.br/satepsi/sistema/admin.cfm. Acesso em: 30/09/2010.

Conselho Regional de Economia. CORECON (2010). São Paulo. Disponível em: http://www.coreconsp.org.br. Acesso em: 27/11/2010.

Holland, J. L. (1963). Explorations of a theory of vocational choice and achievement: A four-year prediction study. Psychological Reports, 12, 547-594.

Holland, J. O. (1997). Making Vocational Choices: A theory of vocational personalities and work environments. Odessa: PAR.

Krawulski, E. (1998). A orientação profissional e o significado do trabalho. Revista da ABOP, 2(1), 5-19.

Lent, R., Brown, S. D., e Hackett, G. (1994). Toward a unifying social cognitive theory of career and academic interest, choice and performance. Journal of Vocational Behavior, 45, 79-122.

Levenfus, R. S. (1997). Algumas Teorias da Psicologia Vocacional In: R. S. Levenfus (org.) Psicodinâmica da escolha profissional (Capítulo 2, pp. 31- 46). Porto Alegre: Artes Médicas.

Levenfus, R. S. (2005). Interesses e profissões: suporte informativo ao orientador vocacional. São Paulo: Vetor.

Magalhães, M. O., e Gomes, W. B. (2007). Personalidades vocacionais e processos de carreira na vida adulta. Psicologia em Estudo, 12(1), 95-103.

Melo-Silva, L. L. (2000). Intervenção em Orientação Vocacional/Profissional: avaliando resultados e processos. Tese de Doutorado não publicada. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.

Melo-Silva, L. L., Noce, M. A., e Andrade, P. P. (2003). Interesses em adolescentes que procuram orientação profissional. Psic: Revista da Vetor Editora, 4(2), 6-17.

Noronha, A. P. P. e Ottati, F. (2010). Interesses profissionais de jovens e escolaridade dos pais. Revista Brasileira de Orientação Profissional 11 (1), 37-47.

Noronha, A. P. P., Martins, D. F., Gurgel, M. G. A., e Ambiel, R. A. M. (2009). Estudo correlacional entre interesses profissionais e vivências acadêmicas no ensino superior. Psicologia Escolar e Educacional, 13(1), 143-154.

Noronha, A. P. P., Sisto, F. F., e Santos, A. A. A. (2007). Escala de Aconselhamento Profissional &- EAP Manual de Aplicação. São Paulo: Vetor.

Nunes, M. F. O., e Noronha, A. P. P. (2009). Auto-eficácia para atividades ocupacionais e interesses profissionais em estudantes do ensino médio. Psicologia: ciência e profissão, 29(1), 102-115.

Nunes, M. F. O., Okino, E. T. K., Noce, M. A., e Jardim-Maran, M. L. C. (2008). Interesses profissionais: perspectivas teóricas e instrumentos de avaliação. Avaliação Psicológica, 7(3), 403-414.

Ottati, F. (2009). Escala de Aconselhamento Profissional (EAP) e BBT-Br: Estudo de evidências de validade. Dissertação de mestrado, Programa de Pós-Graduação Stricto Senso em Psicologia, Universidade São Francisco, Itatiba.

Pasquali, L. (Org.) (2001). Técnicas de exame psicológico (TEP) - manual, volume I: Fundamentos das técnicas psicológicas. São Paulo: Casa do Psicólogo, Conselho Federal de Psicologia.

Primi, R., Bighetti, C. A., Munhoz, A. H., Noronha, A. P. P., Polydoro, S. A. J., Nucci, E. P., e Pelegrini, M. C. K. (2002). Personalidade, interesses e habilidades: um estudo correlacional da BPR-5, LIP e do 16PF. Avaliação Psicológica, 1(1), 61-72.

Saavedra, L.; Taveira, M. C. e Silva, A. D. (2010). A subrepresentatividade das mulheres em áreas tipicamente masculinas: Factores explicativos e pistas para a intervenção. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 11 (1), 49-59.

Sarriera, J. C. (1999). Uma perspectiva da orientação profissional para o novo milênio. Revista da ABOP, 3(1), 85-96.

Sartori, F. A., Noronha, A. P. P., e Nunes, M. F. O. (2009). Comparações entre EAP e SDS: Interesses profissionais em alunos do ensino médio. Boletim de psicologia, 59(1), 17-29.

Savickas, M. L. (1995). Examining the Personal Meaning of Inventoried Interests During Career Counseling. Journal of Career Assessment, 3(2), 188-201.
URI: http://repository.ucatolica.edu.co/handle/001/148
ISSN: 0123-9155
metadata.dc.relation.ispartof: Acta Colombiana de Psicología, Vol. 14, no. 1 (ene.-jun. 2011); p. 155-164
Appears in Collections:Acta Colombiana de Psicología

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
v14n1a14.pdfArtículo original485.73 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.