Title: Exploração sexual da criança e do adolescente como trabalho escravo
Other Titles: La explotación sexual de niños y adolescentes como trabajo esclavo
The sexual exploitation of children and teenagers as slave labor
Authors: Alves Barboza, Eraldo
Keywords: PROSTITUIÇÃO
ESCRAVIDÃO
DIREITOS HUMANOS
EXCLUSÃO SOCIAL
PROSTITUCIÓN
DERECHOS HUMANOS
EXCLUSIÓN SOCIAL
ESCLAVITUD
PROSTITUTION
SLAVERY
HUMAN RIGHTS
SOCIAL EXCLUSION
Issue Date: Jun-2015
Publisher: Universidad Católica de Colombia. Facultad de Derecho
Citation: Alves Barboza, E. (2015). Exploração sexual da criança e do adolescente como trabalho escravo. Novum Jus: Revista Especializada en Sociología Jurídica y Política, 9(1), 11-28. doi:http://dx.doi.org/10.14718/NovumJus.2015.9.1.1
Abstract: El tema de este trabajo se refiere a la explotación sexual de niños y adolescentes en la falsa realidad del trabajo como medio de supervivencia, sobre todo entre la población que cuenta con ingresos más bajos, tal vez entre las personas que viven por debajo del umbral de pobreza. Para entender lo que se propone, haremos una breve explicación sobre el trabajo esclavo en Brasil, en busca de una conexión con la explotación sexual de niños y adolescentes, como una expresión utilizada para denominar las prácticas sexuales por parte de algunos individuos sin escrúpulos que se aprovechan de la situación socioeconómica en el afán de obtener ganancia fácil.
Bibliography References: Almeida, Guilherme Assis de. Direitos humanos e não-violência. São Paulo: Atlas, 2001.

Araújo, Francisco Rossal de. A boa fé no contrato de emprego. São Paulo: LTr, 1996.

Barreto, Nelson Ramos. Trabalho escravo: nova arma contra a propriedade privada. São Paulo: Artpress Indústria Gráfica e Editora, 2004.

Borges, Lineu Escorel. Repressão no Brasil ao tráfico internacional de crianças = repression du trafic international d’enfants au bresil: relatório = rapport. Recife: Lexml, 1992.

Brasil, Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

Comissão Europeia. Justiça e assuntos internos. Tráfico de mulheres. A miséria por trás da fantasia: da pobreza à escravatura sexual. Uma estratégia global. 2001. http://europa.eu/rapid/press-release_MEMO-01-64_pt.htm (acesso em 7 jul. 2015).

Congresso de Estocolmo. Relatório do Congresso Mundial contra a Exploração Sexual Comercial de Crianças. Suécia: Unicef, ECPAT e Grupo de ONGs para a Convenção dos Direitos da Crianças, 1996.

Delgado, Maurício Godinho. Curso de Direito do Trabalho. 10ª ed. São Paulo: LTr, 2011.

Dimenstein, Gilberto. Meninas da noite: a prostituição de meninas-escravas no Brasil. 13ª ed. São Paulo: Ática, 1997.

Faleiros, Vicente de Paula. “A violência sexual contra crianças e adolescentes e a construção de indicadores: a crítica do poder, da desigualdade e do imaginário” em Indicadores de violência familiar e exploração sexual comercial de crianças e adolescentes, organizado por Maria de Fátima Pinto Leal e Maria Auxiliadora Cesar, 37-54. Brasília: CECRIA, 1998.

Figueira, Ricardo Rezende e Adonia Antunes Prado. Trabalho escravo contemporâneo. Rio de Janeiro: Mauad X, 2011.

Franco, Alberto Silva. “Submissão de criança ou adolescente à prostituição ou à exploração sexual”. Boletim IBCCrim, ano 9, 109/3-5 (dez. 2001): 45-78.

Guimarães, Marilu. Comissão parlamentar de inquérito destinada a apurar a responsabilidade pela exploração e prostituição infanto-juvenil. Brasília: Câmara dos Deputados. Coordenação de Publicações, 1998.

Leal, Maria de Fátima Pinto (org.). Pesquisa sobre tráfico de mulheres, crianças e adolescentes para fins de exploração sexual comercial. Relatório Nacional, Brasil. Brasília: CECRIA, 2002.

Leal, Maria Lucia e Maria de Fátima Pinto Leal (orgs.). Pesquisa sobre tráfico de mulheres, crianças e adolescentes para fins de exploração sexual no Brasil. Relatório Final. Brasília. CECRIA, 2003.

Ministério da Justiça. Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual InfantoJuvenil. Brasília: Ministério da Justiça, Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Departamento da Criança e do Adolescente, 2001. http://www.sdh.gov.br/assuntos/bibliotecavirtual/criancas-e-adolescentes/publicacoes-2013/pdfs/plano-nacionalde-enfrentamento-da-violencia-sexual-contra-crianca-e-adolescentes (acesso em 7 jul. 2015).

Miranda, Adriana Andrade, Carolina Tokarski, Lívia Gimenes, Márcia Vasconcelos, Raissa Rousseng e Talitha Selvati. OIT. Cidadania, direitos humanos e tráfico de pessoas — Manual para promotoras legais populares, 2009. http://www.justica.sp.gov.br/StaticFiles/SJDC/ArquivosComuns/ProgramasProjetos/NETP/cidadania_direitos_humanos_372.pdf (acesso em 7 jul. 2015).

Nascimento, Amauri Mascaro. Curso de Direito do Trabalho: história e teoria geral do direito do trabalho: relações individuais e coletivas do trabalho. 26ª ed. São Paulo: Saraiva, 2011.

O tráfico de crianças brasileiras: um horror restrito aos leitores de Brasília: Dossiê. Brasília, DF: Inesc, 1994.

Polícia Federal. Relatório sobre o Tráfico de Mulheres, Crianças e Adolescentes para fins de Exploração Sexual. Brasília: MJ/DPF/DPCI/Interpol, 2001.

Plá Rodriguez, Américo. Princípios de Direito do Trabalho. 3ª ed. Atual. São Paulo: LTr, 2000.

Ricardo Rezende Figueira, Adonia Antunes Prado, Horácio Antunes de Sant’Ana Júnior, organizadores. Trabalho escravo contemporâneo: um debate transdisciplinar. Rio de Janeiro: Mauad X, 2011.

Unicef. Matriz de Enfrentamento à Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes. Brasília: Unicef, 2005.

Sussekind, Arnaldo. Curso de direito do trabalho. 3ª ed., ver. e atual., Rio de Janeiro: Renovar, 2010.

Zainaghi, Domingos Sávio. Curso de legislação social – Direito do Trabalho. 12ª ed. Reimpr. São Paulo: Atlas, 2009.
URI: http://hdl.handle.net/10983/16435
ISSN: 1692-6013
metadata.dc.relation.ispartof: Novum Jus: Revista Especializada en Sociología Jurídica y Política; Vol. 9, no. 1 (ene.- jun. 2015); p. 11-28
Appears in Collections:Novum Jus

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Exploração sexual da criança e do adolescente como trabalho escravo.pdfArtículo en portugues130.1 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is protected by original copyright



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.